As Crianças e os Games Online, Jogos Educativos, Jogos de Vestir, Jogos de Pintar

Em 20/10/2015 , Comments

Games online - Crianças - Um Estudo

Um estudo da Universidade de Oxford, na Inglaterra, aponta que crianças e adolescentes que jogam videogame menos de uma hora por diaem dias de semana, são "melhor ajustadas" do que as que não jogam videogame.

A universidade realizou um estudo com 5 mil jovens entre 10 e 15 anos de idade, onde 75% deles jogam videogame todos os dias. A pesquisa observou como os jovens socializam com seus pares, se eles ajudam outros com frequência e o grau de satisfação deles com suas vidas.

Comparados com outros grupos, os jovens 'gamers' que jogam menos de uma hora por dia sofriam menos com hiperatividade e problemas emocionais, além de informarem estar mais satisfeitos de forma geral.

 

"Pouco envolvimento [com jogos] foi associado com maior satisfação pessoal, comportamento pro-social e menos exteriorização ou internalização de problemas", explicou o Dr. Andrew Przybylski, que conduziu o estudo. "Esse foi o resultado oposto do encontrado em [jovens com] altos níveis de jogatina".

 

"Nenhum efeito foi observado em níveis moderados de jogo quando comparados a jovens que não jogam nada".

"Estar envolvido com videogames pode dar uma linguagem em comum para as crianças", disse Pryzbylski ao canal britânico BBC. "E para alguém que não faz parte dessa conversa, isso pode acabar deixando o jovem de fora".

 

Games online - Jogos Infantis - Benefícios dos Games

O estudo da Universidade de Oxford é a mais recente pesquisa que aponta os benefícios de jogar videogame. Outros projetos concluíram que os jogos podem aumentar o tamanho do cérebro, afetar a percepção e o comportamento e aprimorar a atividade cerebral.

 

Fonte: BBC Brasil

Texto adaptado de um artigo do site UOL Jogos

 

Games Online - Jogos Infantis - Desenvolvimento Físico e Motor da Criança

Os resultados da pesquisa da Universidade de Oxford, mostram alguns benefícios com o uso moderado dos jogos pelas crianças. Podemos dizer que os excessos quase sempre são prejudiciais e que, o bom senso e o equilíbrio em qualquer atividade, dão resultados melhores, mais ecológicos.

Se o uso moderado dos jogos eletrônicos, sejam games online, ou em smarpthones ou em dispositivos específicos para jogos - traz benefícios para a criança (melhor raciocínio lógico e estratégico, raciocínio rápido, entre outros), por outro lado, o desenvolvimento de uma criança não pode ser apenas mental.

Existem outras áreas que não foram consideradas. O desenvolvimento integral deve abranger a parte física, emocional, mental e espiritual. Não espero, nem desejo que um game seja responsável pelo desenvolvimento de uma criança em todos esses aspectos, estou dizendo que, se a atividade principal da criança é jogo eletrônico, ela será um adulto incompleto. 

 

Crianças que passam muito tempo sentadas jogando, muitas vezes encolhidas num sofá ou com uma postura incorreta, terão um desenvolvimento físico e motor comprometido. O corpo precisa de exercícios físicos para desenvolver força, resistência e flexibilidade. 

Os jogos desenvolvidos para os dispositivos Kinect (aquele no qual o jogador interage com o próprio corpo), suprem em parte estas necessidades - quem sabe ajudam na resistência, no fôlego - mas é apenas um aspecto. Nada comparado a um esporte na vida real, principalmente porque cada esporte pode trabalhar com diferentes partes do corpo.

Além de trabalhar os aspectos físicos, um esporte pode contribuir para que a criança se socialize, ou seja, interaja com outras pessoas e a partir destas interações tenham contato com suas emoções; com a alegria e o poder pessoal quando ganhar, com a frustração quando perder ou com um sentimento de integração (fazer parte) e de aceitação quando apenas participar de uma atividade, quando se sentir acolhido e querido em um grupo.

 

Games Online - Jogos de Meninos - Descargas de Adrenalina

A Adrenalina é um hormônio liberado pelas glândulas que ficam sobre os rins (glândulas suprarrenais). A presença no organismo se dá através de um sinal liberado em resposta ao grande estresse físico ou mental, situações de forte emoção como, por exemplo: descida em montanha russa, salto de paraquedas, esportes radicais em geral.

É a adrenalina que acelera o coração, aumenta a pressão arterial e garante mais sangue nos membros e no cérebro, para reagir a situações que esperamos resolver com rapidez.

 

O que você acha que acontece com as crianças que ficam em contato com jogos de ação, combate e violência?

Toda aquela realidade virtual é interpretada pelo cérebro como verdade (fato) e em resposta a esses perigos imaginários, o cérebro comanda descargas de Adrenalina (e outras substâncias) para que o sistema possa reagir.

Mas reagir a que? Não há perigo real, é tudo fantasia. Mas, as emoções geradas são reais. Todas as reações químicas e hormonais disparadas no organismo sem necessidade, são reais.

O que acontece que é as crianças vão ficando viciadas em Adrenalina e não sabem disso. Apenas vão acostumando com a sensação e curtindo.

 

Com jogos de violência e de muita ação, as crianças são submetidas a situações de estresse físico, mental e emocional, e segundo o que me falou o Prof. Marcos Meier (Psicólogo, Matemático, Escritor e Mestre em Educação: www.marcosmeier.com.br), é o mesmo nível de estresse de um executivo de uma grande empresa.

 

E aí... o que você acha disso? Onde fica o desenvolvimento emocional das crianças?

Não sou contra os games. Eu até já experimentei a fase do vício por games, quando eu faltava às aulas para jogar Fliperama. Apenas estou advertindo sobre os excessos e sobre a questão de que os games não tratam a pessoa na sua integralidade. E acredito que não seja esse o propósito.

Não vou aqui me aprofundar em cada tipo de jogo. Sei que jogos de estratégia ajudam o desenvolvimento da inteligência, e então, se os pais souberem dosar o quanto as crianças ficam jogando e o quanto fazem outras atividades, as crianças serão os maiores beneficiados.

 

Games Online - Jogos de Meninas - Jogos de Vestir - Jogos de Pintar

Entre as modalidades preferidas das meninas estão os Jogos de Vestir e os Jogos de Pintar ou Colorir. Minha filha Alícia gosta muito de ficar online desenhando e combinando modelitos em personagens como Barbie, Polly, Elsa e Ana (do Frozen), Monster High e por aí vai. 

Com estes jogos, as meninas treinam um pouco a coordenação de movimentos (mouse), um pouco da criatividade e não há uma descarga de Adrenalina, como nos games de ação. No entanto, esses jogos oferecem facilidades demais. Está quase tudo pronto, é só montar, arrastando e soltando objetos.

 

Perceba que nesses Jogos de Meninas elas não criam quase nada. Elas não desenham, não inventam. Por isso eu escrevi que treinam 'um pouco' a criatividade. Só mesmo na hora de combinar roupas e acessórios (que já estão todos prontos), e na hora de colorir.

E o efeito subliminar? Por que existe tanta oferta de jogos online GRATUÍTOS? Você já se perguntou? 

Para bombardear as crianças, neste caso as meninas, para se tornarem consumidoras dos brinquedos, acessórios, pinturas e roupas... que por uma incrível coincidência, se parecem ou são exatamente aqueles dos jogos.

Sem contar com o fato de que a menina está alí paradinha, sentada, mexendo apenas as mãos. Sem se exercitar, sem brincar e sem interagir com outras crianças.

 

No caso das meninas, mexe muito com a vaidade e com a preocupação com a aparência, uma vez que as personagens dos jogos já vem com um padrão comercial de beleza.

Quantas meninas ou mulheres da vida real são como a Barbie?

E o que acontece com as meninas a medida que vão crescendo e, percebendo que não são exatamente como a Barbie?

Vão se achar bonitas também, ou vão querer fazer cirurgias plásticas para ficarem parecidas com a Barbie?

Ou quem sabe terão baixa autoestima, não se aceitando e não se gostando como são? 

 

Então, para mim nada serve e os games são os grandes vilões na vida das nossas crianças?

Também não. Mas, como por trás dos jogos existem muitas estratégias para incentivar o consumo e pouquíssima preocupação com o desenvolvimento das crianças, podemos escolher o tipo de jogo e determinar quanto tempo as crianças podem ficar jogando. Isso é que faz toda a diferença!

 

Minha intenção aqui é trazer essa reflexão às mães e pais, sem extremismos e, com uma consciência de equilíbrio e bom senso. Você como mãe ou pai é quem decide.

Se você deixar seus filhos jogarem por horas e horas todos os dias, sem nenhuma outra atividade, eles se tornarão experts em jogos - sem fôlego, sem resistência física, sem senso crítico, com criatividade limitada e com um senso de realidade comprometido.

Mas se souber dimensionar o tempo (conforme a pesquisa, menos de 01 hora por dia) os jogos podem trazer benefícios, ainda mais quando associados a outras atividades.

 

É salutar dar opções às crianças envolvendo atividades físicas, música, teatro, dança, brincadeiras com outras crianças, jogos de tabuleiro, leituras de livros (impressos), meditação, contato com a natureza, entre outras.

 

Games Online - Jogos Educativos

Também existem muitas ofertas de Jogos Educativos na Internet. Aqueles jogos que tem uma função de ajudar a criança na alfabetização, ensinar outras línguas, raciocínio lógico, estratégia, matemática, geometria, desenvolvimento da fala, entre outras finalidades.

As escolas também utilizam alguns jogos específicos. Em casa, você pode observar aquele limite de até uma hora por dia.

Por que só uma hora, se é um jogo educativo?

Porque a criança vai ficar lá parada, sentada em frente a um dispositivo eletrônico que emite algum tipo de radiação e, não estará interagindo com o mundo real. Então, observar o limite de uma hora é mais seguro.

A vida acontece do lado de fora das telas do computador e da televisão. Deixe as crianças viver a vida de verdade!

 

Games Online - Meditação Para Crianças - Meditação Guiada

Sim. Existem alguns poquíssimos Jogos de Meditação, ou que dão a ideia de atividade meditativa. Eu não considero como meditação!

Alguns tem até uma música calma de fundo e geralmente não tem agitação. Em um jogo que olhei, a criança tinha que manter o equilíbrio de um monge levitando no ar. Não achei muito meditativo, não. Mas não vou falar aqui sobre isso.

 

Vou falar sobre como a Meditação pode contribuir para ampliar ainda mais criatividade, onde nas práticas, as crianças criam os próprios personagens e cenários, dentro da cabeça, usando a imaginação.

 

É o caso da Meditação Guiada, onde uma história é contada ou a leitura de um pequeno texto de visualização é feita.

Nestes casos, a criança irá criar a história com a imaginação e, cada uma vai imaginar de forma diferente, de um jeito próprio, dentro de suas próprias cabeças. E não tem certo, nem errado. Apenas imaginação criativa.

Pode-se também instigar a criança através de perguntas durante a Meditação Guiada e depois, pode-se pedir à criança para desenhar como ela imaginou a história ou algum aspecto que você sugeriu para ela imaginar, mas que não estava explícito na história lida. 

Exemplo de perguntas: "O que será que tinha mais lá no fundo do mar?", "Quem será que está esperando por você dentro do castelo?"

 

A Meditação comprovadamente reduz os níveis de estresse (diminui a liberação de Adrenalina e Cortisol) e aumenta a liberação dos hormônios da felicidade: melatonina, serotonina e endorfinas - reguladores do humor, do sono, relaxamento, bem-estar e sensação de dor - entre outros hormônios.  

 

Games Online - Resumo

Espero que você tenha entendido a mensagem e, que este texto tenha lhe proporcionado momentos de reflexão sobre a questão dos games ou jogos eletrônicos.

 

Alguns dos pontos principais do texto:

1. Os jogos podem contribuir para o desenvolvimento da inteligência das crianças;

2. Crianças que ficam muitas horas por dia jogando, podem ter o desenvolvimento físico comprometido;

3. Jogos de ação, combate, violência e com excesso de estímulos geram descargas de Adrenalina;

4. Nos jogos de violência, as crianças são submetidas à mesma carga de estresse que um executivo de uma grande empresa;

5. Crianças podem ficar viciadas em Adrenalina (assim como adultos também);

6. Conforme pesquisa da Universidade de Oxford, crianças que jogam menos de uma hora por dia, são "melhor ajustadas" que aquelas que não jogam nada;

7. As crianças devem se desenvolver de forma integral: física, mental, emocional e espiritualmente;

8. Jogos de Vestir e Jogos de Pintar são os preferidos das meninas;

9. Os Jogos de Meninas podem criar uma identificação excessiva da menina com a aparência (padrões comerciais de beleza);

10. Proporcionar às crianças atividades da vida real como contato com a natureza, brincadeiras com outras crianças, música, teatro, meditação, entre outas - ajuda no desenvolvimento integral;

11. A Meditação Guiada é uma ferramenta que contribui para que a criança exercite a criatividade;

12. A Meditação exercita a imaginação criativa das crianças, reduzindo os níveis de estresse.

 

Agora é a sua vez. Escreva nos comentários, o que você achou do texto e alguma outra questão que você considera importante e que eu não tenha abordado.

 

[widget 157]

 

comments powered by Disqus