Meditação Para Crianças: Filme Infantil. Divertida Mente. Divertidamente!

Em 13/10/2015 , Comments

Neste post, vou compartilhar com você as percepções e aprendizados que tive ao assistir o filme de animação Divertida Mente, da Pixar.

No decorrer deste texto você vai entender o motivo pelo qual eu resolvi escrever sobre isso. No final do texto tem um video com o trailer do filme.

 

Se você já assistiu, vai poder refletir com o texto e reavaliar como você está tratando de suas emoções e como você está ensinando suas crianças a lidarem com elas. 

E se você ainda não assistiu com suas crianças, desejo que esse texto sirva de incentivo. Você vai aprender muito! 

 

Use o espaço para comentários logo abaixo do texto, para escrever suas percepções ou o que você aprendeu com o filme.

 

Divertida Mente - Filme Infantil - Sinopse

 

Vou falar um pouco sobre o filme, mas sem entregar nenhum segredo para preservar o encanto.

Riley é uma garota divertida de 11 anos de idade, que deve enfrentar mudanças importantes em sua vida quando seus pais decidem deixar a sua cidade natal, no centro dos Estados Unidos, para viver em São Francisco.

No cérebro de Riley, convivem várias emoções diferentes, como a Alegria, a Tristeza, o Medo, a Raiva e a Repulsa (Nojinho). Embora esses grupos sejam normalmente organizados, a chegada de Riley a uma nova escola faz com que todas as emoções se misturem. 

Cada emoção é um personagem dentro da cabeça de Riley - onde fica o centro de controle de tudo. A seguir coloquei uma breve descrição de cada personagem.

 

Além da mudança de casa e escola, tem outra mudança muito significativa para Riley, mas vou deixar você descobrir no filme. Assim, dá mais emoção!

 

Continue lendo, que você vai descobrir onde vamos chegar com isso, e o que isso tem a ver com Meditação Para Crianças.

 

Divertida Mente - Filme Infantil - Personagens

 

Divertida Mente - Divertidamente: Riley

Divertida Mente - Riley

É uma menina divertida de 11 anos. Família, amizade, diversão e hóquei no gelo são alguns de seus valores. 

 

Divertida Mente - Divertidamente: Alegria

Divertida Mente - Alegria

Alegria: O objetivo da Alegria é garantir que Riley esteja sempre feliz. Ela é alegre, otimista e determinada a encontrar diversão em todas as situações. Alegria vê os desafios da vida de Riley como oportunidades, e encara os momentos menos felizes como um caminho para chegar a algo maior. 

 

Divertida Mente - Divertidamente: Tristeza

Divertida Mente - Tristeza

Tristeza: Nenhuma das outras emoções entende de fato a função da Tristeza. A Tristeza adoraria ser mais otimista e útil para manter a felicidade de Riley, mas ela acha muito difícil ser positiva. Algumas vezes, parece que o melhor a fazer é simplesmente se deitar no chão e chorar muito. 

 

Divertida Mente - Divertidamente: Raiva

Divertida Mente - Raiva

Raiva: A Raiva é totalmente passional sobre garantir a justiça nas coisas que Riley faz. Ele tem um espírito feroz e tende a explodir quando as coisas não saem conforme planejadas. Ele é rápido para reagir e tem pouca paciência para as imperfeições da vida.

 

Divertida Mente - Divertidamente: Medo

Divertida Mente - Medo

Medo: A principal função do Medo é proteger Riley e mantê-la em segurança. Ele está sempre atento para identificar potenciais desastres, e passa o tempo todo avaliando os possíveis perigos, quedas e riscos. 

 

Divertida Mente - Divertidamente: Nojinho

Divertida Mente - Nojinho

Nojo: Nojinho tem personalidade forte, é extremamente sincera e evita que Riley seja envenenada - física e socialmente. Ela é atenta às pessoas, aos lugares e às coisas com que Riley entra em contato - seja brócolis ou a tendência de moda do ano passado. 

 

Divertida Mente - Assistir Filme Infantil 

 

Divertida Mente é um filme educativo criado pela Pixar e lançado em 2015. É o tipo de filme para assistir várias vezes e com a família. Vale a pena!

O filme ensina de forma leve e divertida sobre o papel das emoções em nossas vidas, a influência delas no registro das nossas memórias e nas decisões que tomamos.

Eu e minha filha caçula Alícia (6) assistimos juntos. Eu já assisti três vezes, agora a Alícia, tente imaginar quantas vezes ela já assitiu!

É um filme de significado profundo e que uma criança com idade a partir de quatro ou cinco anos já pode entender muito bem. 

 

Divertida Mente prende a atenção conectando emocionalmente o telespectador com a história, e isso traz uma maior compreensão sobre a atuação dos 'personagens que moram dentro da nossa cabeça'.

Continue lendo que você vai entender melhor isso tudo.

Se você acha que o tema do filme parece ser complexo para uma criança, você pode ter uma feliz surpresa. As crianças entendem muito mais de emoções que os adultos, embora, dependendo da idade algumas não saibam ainda dar nomes a elas.

As crianças vivem suas experiências muito mais próximas da verdade do que os adultos, uma vez que nós já criamos defesas (racionalizamos) e aprendemos a ignorar grande parte dos medos, alegrias, raivas, tristezas e até os nojos.

 

Divertida Mente é sobre o significado das emoções como parte do nosso desenvolvimento e maturidade. 

Divertida Mente é sobre como as mudanças externas (ambiente) e internas (pensamentos, emoções e sentimentos) servem como estímulos ou gatilhos para acionar em nós determinados comportamentos.

Divertida Mente mostra que as indagações existenciais estão presentes no desenvolvimento emocional. Essas indagações devem ser acolhidas em cada fase desse desenvolvimento para que encontrem um significado e, consequentemente, compreensão (consciência), aprendizado e evolução.

Divertida Mente mostra como organizamos internamente nossas experiências (imagens, sons, dialogos internos) e como as emoções em desequilíbrio podem bagunçar essa organização. No filme, as Ilhas da Personalidade são os arquétipos usados para simbolizar essas organizações.

 

Divertida Mente - Insights e Aprendizados

 

1. As emoções são importantes porque dão significado às experiências;

2. Dependendo da intensidade da emoção ou da repetição de um mesmo padrão de comportamento, nossas Memórias de Curto Prazo que vamos criando a cada momento, vão para um local em nossa mente chamado de Memórias de Longo Prazo;

3. O Lixão das Memórias é um local em nossa mente, para onde vão as memórias de experiências menos significativas e aquelas que já não são mais tão importantes;

4. Os amigos imaginários da infância, também vão sendo esquecidos com o passar do tempo, a medida que as crianças vão crescendo;

5. A Terra da Imaginação e da Fantasia é onde mora a criatividade - é legal visitar seguidamente esta parte da mente;

6. As emoções em desequilíbrio fazem o Trem do Pensamento descarrilhar;

7. Adolescência: fase de grandes transformações na qual as crianças começam a questionar e colocar em cheque as crenças e valores que lhes foram passados. Por mais que haja turbulência e confusão de emoções por conta das mudanças que ocorrem, se o alicerce foi bem feito na infância, tudo se equilibra, tudo passa e ficam os valores e o aprendizado;

8. A Tristeza também serve para aproximar as pessoas e trazer consciência sobre mudanças que podem ou precisam ser feitas;

9. O contato com a tristeza pode ser importante para tomarmos atitudes diferentes, repensarmos nossas escolhas e reforçarmos nossos valores (família, amizades, etc);

10. Conforme vamos amadurecendo, as nossas Ilhas de Personalidade vão sendo recriadas ou modificadas, de acordo com o significado das novas experiências. No filme, algumas Ilhas de Personalidade da personagem Riley são: família, hóquei no gelo, amizade e diversão/bobeira, ... 

11. A partir das novas experiências nosso Centro de Controle (cérebro) vai sendo modificado ou reconfigurado para poder administrar tudo;

12. As emoções se complementam, estão interconectadas e são interdependentes. Por exemplo, a Alegria é a polaridade positiva e a Tristeza é a polaridade negativa de um Estado de Ânimo.

 

A partir do equilíbrio e da aceitação de que as emoções fazem parte do nosso desenvolvimento, podemos agir de forma mais útil em relação nós mesmos e em relação aos outros.

 

E agora, vamos ver como a Meditação pode ajudar as crianças a compreenderem e lidarem melhor com suas emoções.

 

Meditação Para Crianças - Equilíbrio das Emoções

 

A Meditação também é uma ferramenta de aprendizagem emocional. A criança pode aprender a observar as emoções que surgem e, ao invés de tentar ignorá-las ou excluí-las, a criança pode escolher olhar para a emoção, sentí-la e buscar a compreensão daquela experiência. 

Saber aceitar as emoções, inclusive as negativas, é condição para uma vida psíquica saudável.

Existem várias outras emoções, no entanto aqui vou falar um pouco sobre as emoções trabalhadas no filme infantil Divertida Mente / Divertidamente: alegria, tristeza, raiva, medo e repulsa (nojinho).

 

Meditação Para Crianças - Alegria

A alegria é uma das fontes geradoras da imunidade. A alegria fornece energia para que o Timo (glândula da imunidade localizada no centro do peito) funcione adequadamente.

A alegria é um sinalizador de que a experiência atual está contribuindo para atender às nossas necessidades. De que estamos alinhados com o fluxo da vida. Quando estamos alegres, nosso nível de energia, de disposição e de entusiasmo também ficam elevados. 

Na Meditação Para Crianças essa é uma das emoções mais presentes nos relatos dos pequenos meditadores.

 

Meditação Para Crianças - Tristeza

Por falta de compreensão, existe um preconceito em relação à tristeza. Busca-se negá-la e supervalorizar a alegria. Se você observar, a tristeza só é valorizada nas artes como na música, na literatura e na pintura. 

A tristeza tem sua utilidade. Por exemplo, quando um amigo morre faz com que se dê valor aos momentos e às pessoas. Compadecer-se em resposta ao sofrimento animal conscientiza sobre a necessidade de preservação da natureza. Padecer com uma cena de violência ajuda a ter mais controle. E assim por diante.

Na Meditação Para Crianças pode-se trabalhar a autocompaixão, o autoperdão e a autoaceitação. 

 

Meditação Para Crianças - Raiva

A raiva é um impulso. É o impulso de remover obstáculos que estão entre você e o que você quer.

Por exemplo, se houver uma porta emperrada entre você e o seu filho, para conseguir chegar até ele você terá que abrir essa porta. Neste caso, você pode entrar em contato com a sua raiva para dar mais força para abrir a porta - para remover o obstáculo.

Entre você e a sua paz interior; ou entre você e a convivência harmoniosa com seus filhos; ou entre você e seu sucesso profissional - podem existir obstáculos e você os removerá através da raiva. Como assim?

Raiva não é agressão. Raiva é só o impulso. A agressão é um comportamento. É a raiva já polarizada com intenção de destruir, ferir ou eliminar o obstáculo. Entãp, você pode usar a raiva como força impulsionadora para sua determinação, persistência e coragem.

A raiva não é boa e não é má, tudo depende da intenção ou propósito. Todos temos raiva em algum nível. Agora, mantê-la sob o controle da consciência passa pela compreensão de como estamos organizados internamente, ou seja, quais crenças ou quais valores estão sendo violados.

Para lidar com isso, na Meditação Para Crianças pode-se trabalhar reforçando valores como o amor, o perdão, a compaixão, a paz interior, a amizade, a tolerância, a aceitação, a determinação, a persistência, entre outros. Existem várias técnicas para isso.

 

Meditação Para Crianças - Medo

A medo é o instinto da preservação da vida, da sobrevivência. O medo é um dispositivo que nos mantém em segurança. Olhando por esse ângulo o medo é útil, não é mesmo?

No entanto, quando em desequilíbrio, o medo nos impede de expandirmos a consciência (conhecer) através de novas experiências.

Na Meditação Para Crianças pode-se trabalhar a autoaceitação, a autocompaixão, a autoexpressão, a vontade, a coragem, entre outros.

 

Meditação Para Crianças - Repulsa - 'Nojinho'

A repulsa ou nojo é um impulso que nos previne de experiências não-prazerosas, desagradáveis, desconfortáveis ou desastrosas. Também está relacionada com a autoimagem.

Os sentidos (visão, audição, olfato, paladar e tato) são os sensores que levam a informação até o Centro de Controle (cérebro), para que permita ou não aquela experiência.

Um impulso é sempre mais rápido do que o Trem do Pensamento. Por exemplo, quando você sente um cheiro de algo pobre e desagradável, você reage imediatamente e só depois você pensa e compara aquele cheiro com experiências anteriores registradas em suas memórias.

Na Meditação Para Crianças pode-se trabalhar também a consciência, autoaceitação, a simplicidade, a respeito, a disciplina, a higiene, a autoexpressão, entre outros. 

 

Meditação Para Crianças - Resumo

Em resumo, a Meditação Para Crianças pode trabalhar de forma funcional, ou seja, com objetivo definido, com um foco.

Desta forma a criança vai desenvolvendo a consciência de seus processos internos (pensamentos, emoções, sentimentos) e assim, se tornarem observadores da própria experiência, sem julgamentos. 

Através da prática da meditação em casa com a família, e na escola com os professores e colegas, as crianças vão compreendendo que não é errado, nem feio sentir raiva. Que ela pode sentir tristeza, que não é ruim sentir medo e que ela não é obrigada a sentir alegria o tempo todo.

Para que as crianças se tornem adultos emocionalmente maduros, é importante que elas possam expressar livremente suas emoções e sentimentos e, se sintam aceitas como elas são.

 

Bem, vou ficando por aqui. Espero que você tenha gostado deste artigo e que ele tenha despertado em você a curiosidade para assistir o filme Divertida Mente

 

Escreva nos comentários os insights e aprendizados que você teve com o filme. Neste artigo, citei apenas alguns.

Será que você vai descobrir algum aspecto que eu deixei passar?

 

Meditação Para Crianças - Como você pode me ajudar?

 

Caso você conheça outras pessoas que mereçam e que possam aproveitar os conteúdos deste site, simplesmente envie um link deste artigo por e-mail para essas pessoas.

Bom filme e até o próximo artigo.

 

Jonas Antunes Ramos

[widget 157]
 
 

Divertida Mente - Divertidamente - Trailer do Filme

 

 

 

comments powered by Disqus